quarta-feira, 11 de maio de 2016

PROFESSORES DE FORTALEZA NA LUTA CONTRA A OFENSIVA DA DIREITA E OS ATAQUES DE ROBERTO CLÁUDIO, “FILHOTE” DA OLIGARQUIA GOMES!

Ocorreu neste 10 de Maio o dia de luta dos professores de Fortaleza contra os ataques do prefeito Roberto Cláudio (PDT) aos servidores públicos, o PLC 257 que retira direitos do funcionalismo e a ofensiva da direita. Apesar da CUT não ter organizado nenhuma atividade de peso contra o impeachment do governo Dilma, milhares de trabalhadores concentraram-se em frente à Secretaria de Educação do município para protestar contra o Golpe Institucional. O importante desta mobilização é que ao entrar em choque com a reação burguesa, os trabalhadores necessariamente têm que enfrentar os aliados de Dilma, como a oligarquia Gomes (PDT) e seu filhote na Prefeitura, que inclusive pediu a ilegalidade da greve dos professores em fevereiro último, recorrendo aos métodos da direita mais reacionária. Roberto Cláudio também não liberou o recurso do FUNDEF para os trabalhadores em educação, ele quer surrupiar esse dinheiro para usar na sua reeleição e vem atacando várias conquistas da categoria para alcançar seu objetivo venal. Esta conduta prova a inutilidade da conduta da direção da CUT e do PT em apresentar esses canalhas burgueses como aliados da luta contra o chamado “golpe da direita” porque seu apoio a Frente Popular está movido apenas pelas negociatas que lhes beneficiam em torno da rapina do botim estatal enquanto atacam os trabalhadores onde governam. Os militantes da TRS/LBI que não se corromperam diante das verbas estatais e dos cargos comissionados distribuídos pela prefeitura convocaram o movimento de massas a se mobilizar contra o “golpe institucional” e o arrocho salarial promovido pelos governos da “esquerda” capitalista alinhados com a política de austeridade imposta pelos rentistas do mercado financeiro. Nossos camaradas da Oposição de Luta impulsionada pela TRS-LBI presentes na atividade alertaram que essa mobilização deve ser travada sem ter qualquer confiança na direção do SINDIUTE, ligada a Articulação (PT). Esta burocracia sindical "chapa branca" traiu a última greve dos professores, submetendo os interesses da categoria a aliança entre PT e PDT, que são aliados no Ceará e estão juntos sustentando os governos Dilma e Camilo! A única forma de barrar a ofensiva da direita é colocando o movimento de massas em ação contra a burguesia e seus partidos, porém esse combate não está focado na defesa em abstrato da “democracia” como alardeia a Frente Popular e sim para impor através dos métodos de luta dos trabalhadores as suas reivindicações imediatas e históricas, política que a CUT e a direção do SINDIUTE não adotaram neste dia 10 para não entrar em choque com seus aliados da Oligarquia Gomes no Ceará!

Lilian Caldas e Cida Albuquerque, militantes da Oposição de Luta TRS/LBI participaram do dia de luta neste 10 de Maio