quarta-feira, 31 de julho de 2019

VOTAÇÃO DO 2º TURNO DA REFORMA NEOLIBERAL DA PREVIDÊNCIA SERÁ EM AGOSTO... MAS CENTRAIS SINDICAIS TRAIDORAS NEGAM-SE A CONVOCAR A GREVE GERAL E INDICAM APENAS MAIS UM “DIA SEM LUTA”!


O início da votação em 2º turno da proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19) na Câmara dos Deputados está inicialmente previsto para o dia 6 de agosto, assim que recomeçar o semestre legislativo, afirmou Rodrigo Maia, o “general” do draconiano ajuste neoliberal no parlamento. A previsão, segundo ele, é concluir essa etapa no dia 8. Somente após a votação em segundo turno pelos deputados é que a reforma será enviada ao Senado. Esse calendário pode ser alterado. Apesar disso as centrais sindicais comandadas pela CUT não organizaram durante o mês de julho a construção da Greve Geral logo para o início do mês de agosto, apenas indicaram mais um dia nacional sem luta para 13, pegando carona na “paralisação nacional pela educação” de apenas 24hs. Como segundo ato de sua peça teatral de oposição a reforma neoliberal, a Frente Popular e seus apêndices sindicais pretendem fazer o 13 de agosto nos mesmos moldes do lobby parlamentar que exerceram até agora. Trata-se da crônica de mais derrotas anunciadas! O mais tragicômico é que a Conlutas está convocando um ato nacional para o dia 6 e as demais centrais para 13, todos obviamente nos mesmos moldes das mobilizações ordeiras e pacíficas, sem paralisar a produção e sem participação operária, restrita aos servidores públicos e estudantes! Segundo o PSTU “A CSP-Conlutas aprovou a convocação de um Dia Nacional de Atos e Mobilizações contra a votação do 2° turno da Reforma da Previdência no próximo dia 6 de agosto. Não vamos deixar que eles na calada da noite, como fizeram na votação do 1° turno, acabem com nossas aposentadorias”. Por sua vez, a CUT declara “13 de Agosto, Dia Nacional de Luta da CUT será maior ainda...É dia de dar o recado, dizer de que o povo não concorda com as mudanças de regras da Previdência encaminhadas pela maioria dos parlamentares por orientação do governo Bolsonaro”.



EXPRESSIVO ATO NA ABI EM DEFESA DE GLENN GREENWALD, DAS LIBERDADES DEMOCRÁTICAS DE IMPRENSA E ORGANIZAÇÃO DOS TRABALHADORES! ABAIXO O GOVERNO BOLSONARO E O REGIME BONAPARTISTA DE EXCEÇÃO! 


terça-feira, 30 de julho de 2019

MASSACRE EM PRESÍDIO NO PARÁ: REFLEXO DA POLÍTICA DE EXTERMÍNIO DOS PRESOS PATROCINADA PELO GOVERNO NEOFASCISTA BOLSONARO/MORO... O MAIOR ASSASSINO É O CLÃ BARBALHO (PMDB) QUE COMANDA O CRIME ORGANIZADO DENTRO E FORA DAS CADEIAS!


Morreram ontem em um presído localizado na cidade de Altamira, no Pará, 57 presos. Duas dezenas decapitados. Fotos pavorosas de cabeças amontoadas foram amplamente divulgadas pela imprensa. Ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta terça-feira (30), o neofascista Bolsonaro declarou: “Pergunta para as vítimas que morreram lá o que eles acham, depois que eles responderem eu respondo a vocês”, disse cinicamente ao entrar no carro. Houve uma rebelião contra a superlotação devido a disputa de espaço entre as facções que coabitavam a unidade prisional. Trata-se da maior chacina do ano dentro de presídios do país e mais um episódio da crise que atinge o sistema carcerário do Brasil nos últimos três anos, com sequência de motins com alto número de assassinatos.O próprio Centro de Recuperação de Altamira, onde morreram os detentos desta segunda, já havia sido palco de uma rebelião em setembro do ano passado, em que sete pessoas foram mortas. Também em abril do no ano passado, 22 pessoas morreram em uma rebelião seguida de tentativa de fuga no Centro Penitenciário de Recuperação do Pará, no Complexo de Santa Izabel, região metropolitana de Belém. Entre os mortos, havia um agente prisional, 16 presos e cinco criminosos que ajudavam na fuga pelo lado de fora da prisão. 
PROPOSTA DE BOLSONARO PARA O SAQUE DO FGTS: O QUE ESTÁ POR TRÁS DO GOLPE DOS “QUINHENTINHOS”?


A Medida Provisória 886 assinada na última semana pelo presidente neofascista Jair Bolsonaro que estabelece mudanças no saque do saldo das contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), foi apresentada demagogicamente pelo governo e sua equipe econômica, comandada pelo estafeta dos rentistas Paulo Guedes, como a grande ação a curto prazo para salvar a economia do país. Em plena recessão, com mais de 13 milhões de desempregados, tal medida foi alardeada por esses vigaristas na grande mídia como a redenção e o caminho próspero para o incremento da capacidade de consumo dos trabalhadores e a consequente a dinamização do comércio e toda a cadeia produtiva. Nada mais falso, a começar pelo limite de retirada de míseros R$ 500 por conta, ou seja, metade de um salário-mínimo, um valor irrisório e insignificante para alavancar o poder de compra ou mesmo reduzir o nível de endividamento das famílias de trabalhadores. 

segunda-feira, 29 de julho de 2019

NEOFASCISTA ATACA A MEMÓRIA DE FERNANDO SANTA CRUZ, MILITANTE DA APML: EM DEFESA DOS NOSSOS HERÓIS QUE TOMBARAM NA LUTA CONTRA A DITADURA MILITAR ASSASSINA! BOLSONARO MERECE O MESMO FIM QUE O PROLETARIADO ITALIANO DEU A MUSSOLINI!


O neofascista Bolsonaro atacou nesta segunda-feira a memória do pai do atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz. O canalha ex-capitão do Exército declarou “Se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu, eu conto para ele”. Seu pai, Fernando Santa Cruz foi militante da Ação Popular Marxista-Leninista (APML), sendo assassinado pela ditadura militar em 1974. Uma fração dessa organização incorporou-se ao PCdoB em maio de 1973. Antes mesmo da fração majoritária se incorporar ao PCdoB, a AP já fazia ações guerrilheiras da luta armada, como foi o corajoso ataque ao Aeroporto de Guararapes em 1966. O pai de Felipe, Fernando Augusto Santa Cruz, desapareceu após ter sido preso em 22 de fevereiro de 1974 pelo DOI-CODI no Rio de Janeiro. Então com 26 anos, o pai do atual presidente da OAB integrava a APML. Foi reconhecido como desaparecido político apenas em março de 2014 pela Comissão da Verdade. Dá boca de Bolsonaro, fã assumido do torturador e chefe do DOI-CODI/SP coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, somente poderia sair tamanho ataque aos que tombaram na luta contra os genocidas fardados. Se o sórdido Bolsonaro quer revelar ao presidente da OAB como a ditadura assassinou seu pai, nós Revolucionários Comunistas lutamos para que o neofascista tupiniquim tenha o mesmo fim de Mussolini, o ditador italiano foi executado pelas milícias populares na Itália em 1945, sendo exposto em um poste, enforcado em Praça Pública como um símbolo da vitória da luta revolucionária.
PARTIDO OBRERO (PO) EM FEBRE ELEITORAL REALIZA ATO PÚBLICO COM 5 MIL PESSOAS: ALTAMIRA SE CALA SOB O IMPACTO DOS “NÚMEROS”. AFINAL PARA A FAMÍLIA REVISIONISTA “NÚMEROS” FALAM MAIS ALTO DO QUE O PROGRAMA REVOLUCIONÁRIO...


A direção majoritária do Partido Obrero (PO) da Argentina, acaba de realizar no último final de semana um ato público eleitoral onde afirma ter conseguido uma “audiência de mais de 8 mil pessoas”. Mesmo que a estimativa de presentes ao ginásio coberto do “Argentina Juniors” esteja inflada pelo CC do PO, acreditamos que pelo menos umas 5 mil pessoas compareceram ao evento, o que de cara já configura um “espetacular êxito” diante da crise interna que vive o partido, mas também em relação a outras correntes (PTS, IS, MST) que integram a FIT(U) e que realizaram atividades menores que o PO. Vale ressaltar que o PTS é quem encabeça a frente eleitoral, com o nome de Nico Del Cano, por ser considerada a maior força política na composição da FIT(U), e também realizou seu “ato eleitoral” na semana anterior com uma assistência de ativistas bem menor do que o encontro celebrado pelo PO. O fundador e dirigente histórico do PO, Jorge Altamira, que recentemente foi “excluído” do partido junto a um pequeno grupo de militantes, alimentou por décadas a “noção teórica” de que uma organização deve ser considerada revolucionária ou não pelo critério organizativo de seu número de militantes, ou no caso específico da realidade argentina, “filiados”, mesmo que não preencham os critérios básicos Leninistas. Altamira lançou sua organização nos últimos 30 anos, fundada no final da década de 60 com o nome de Política Operária, em um curso programático de ruptura aberta com o Bolchevismo, diluindo seu partido que tinha fundamentos originários no Trotskismo em uma legenda eleitoral oportunista, carente de princípios ortodoxos do Marxismo Leninismo. Sem dúvida alguma o PO “cresceu” muito nas últimas décadas, na vaga do cretinismo parlamentar, formando centenas de “militantes” que nunca ouviram de seus dirigentes que o objetivo estratégico de sua organização era a revolução socialista e não a eleição de deputados... Lenin certa vez indagado por revisionistas sobre o “pequeno” número de militantes do Partido Bolchevique, em uma etapa histórica que não era a da tomada do poder pelo proletariado afirmou que: “O partido revolucionário cresce se depurando”, ou seja, não importava somente a quantidade de militantes, mas fundamentalmente a qualidade de seus quadros, uma realidade totalmente distinta dos “grandes” partidos revisionistas, como o PO, PTS, PSOL etc... compostos atualmente por “filiados”, ou mesmo “militantes” despolitizados atraídos pela capacidade eleitoral das respectivas siglas...

domingo, 28 de julho de 2019

APROVAÇÃO DA CONTRARREFORMA, AMEAÇA DA LSN E DEPORTAÇÕES, ASSASSINATOS DE LIDERANÇAS INDÍGENAS: AINDA HÁ NA ESQUERDA QUEM NEGUE A OFENSIVA NEOFASCISTA EM PLENO CURSO ASCENDENTE...


Para os Marxistas Leninistas caracterizar a correlação de forças entre as classes sociais, em cada período histórico, não representa um mero exercício acadêmico ou diletantismo intelectual. A consequência lógica de aferir cientificamente, sob o método do materialismo histórico, a etapa que atravessamos, sempre será no sentido falar a verdade as massas, por mais “amarga” que esta seja. Na absoluta contramão deste princípio revolucionário está o economicismo vulgar, ou na linguagem prosaica o “sindicalismo rasteiro”, esta vertente oportunista do movimento operário sempre fala das “grandes vitórias”, do “ascenso permanente” das massas, chegando a afirmar nos bastidores que caracterizar uma “derrota ou retrocesso” do proletariado ajudaria a fortalecer nossos inimigos de classe... No Brasil podemos afirmar que a melhor representação política do “sindicalismo rasteiro e atrasado” no seio da esquerda que ainda se reivindica Trotskista é o PSTU. Os Morenistas do PSTU são a expressão maior dos graves equívocos cometidos no último período da nossa conjuntura nacional, e a raiz “teórica” de seus profundos erros reside justamente no fato de negarem a etapa de ofensiva imperialista mundial desencadeada há exatamente 30 anos atrás, com a queda do Muro de Berlim. De lá para cá, é verdade que os Morenistas não estiveram sozinhos nos seus delírios oportunistas, foram seguidos por varias correntes como o PCO, DS, POR etc.. na efusiva comemoração do fim da URSS em 1991, considerada como “A revolução que liquidou com o stalinismo”, só não disseram que esta suposta “revolução” foi dirigida exatamente pela ofensiva do imperialismo ianque.. que não acabou com o stalinismo (está mais vivo que nunca em sua política de colaboração de classes) e sim com as conquistas sociais da revolução socialista de 17! Seguindo esta mesma trilha do oportunismo ufanista e “sindicaleiro”, o PSTU apoiou o impeachment do governo Dilma, um verdadeiro golpe parlamentar, como uma “vitória das massas”,  aplaudindo abertamente a famigerada “Lava Jato”, considerada pelos Morenistas como um “movimento progressista inconcluso”... muito similar ao Tenentismo dos anos 20...
ÍNDIOS ASSASSINADOS NO AMAPÁ: BOLSONARO E LATIFUNDIÁRIOS INCENTIVAM DESTRUIÇÃO DAS ALDEIAS PARA A EXPLORAÇÃO DA TERRA PELO AGRONEGÓCIO E AS GRANDES MINERADORAS... TODA SOLIDARIEDADE E APOIO A AUTODEFESA INDÍGENA! PELA UNIDADE NA LUTA COM OS CAMPONSES POBRES!


Latifundiários patrocinaram a ação de garimpeiros que invadiram neste sábado (27/07) a aldeia de Waiãpi, no Amapá e assassinaram duas lideranças indígena do local. O ataque é fruto da escalada reacionária após a eleição de Jair Bolsonaro. Acuados e com medo de novas retaliações, os índios se refugiaram na comunidade vizinha Aramirã, para onde crianças e mulheres foram levadas. Não por coincidência, no mesmo dia, Bolsonaro afirmou que a indicação do filho dele, Eduardo Bolsonaro, para a embaixada brasileira nos Estados Unidos tem como uma das intenções viabilizar a exploração de minérios nas terras indígenas. Ele citou a reserva Ianomami e Raposa Terra do Sol como eventuais alvos de mineração. O fascista disse querer uma parceria com “o primeiro mundo” (referência aos EUA) para explorar as regiões reservadas para os povos indígenas. “Terra riquíssima (reserva indígena Ianomami). Se junta com a Raposa Serra do Sol, é um absurdo o que temos de minerais ali. Estou procurando o ‘primeiro mundo’ para explorar essas áreas em parceria e agregando valor. Por isso, a minha aproximação com os Estados Unidos. Por isso, eu quero uma pessoa de confiança minha na embaixada dos EUA”, disse. Os Marxistas Revolucionários defendem que os seculares donos da terra expulsem de seu território tanto os latifundiários como as ONGs biopiratas e as mineradoras. 

sexta-feira, 26 de julho de 2019

A "TRAMA DE ARARAQUARA": DELGATTI O “VERMELHO” PARECE TER SIDO PLANTADO PELA PF PARA EMBARALHAR OS FATOS E CRIMINALIZAR A ESQUERDA E A IMPRENSA ALTERNATIVA


Walter Delgatti, suposto hacker “vermelho”, se tornou o protagonista central do que já podemos chamar de operação: “A Trama de Araraquara”. Delgatti que era filiado do DEM até ontem quando foi expulso pelo partido após ganhar notoriedade nacional, era um típico vigarista de trambiques na internet , daqueles reacionários que postam fotografias nas redes sociais com possantes rifles e aparência fascista. De repente, o “caipira” Walter passa a seguir virtualmente vários militantes de projeção nacional da esquerda e se comunica com a ex-deputada Manuela Dávila (PCdoB) se apresentando como um “hacker com profundas preocupações acerca da (in)justiça social”, contato este confirmado hoje (26/07)pela própria Manuela. A partir daí Manuela passa o contato do “hacker vermelho”, que também grampeou o próprio celular da ex-vice na chapa do PT/Haddad, para o editor chefe do Intercept. Como já confirmou Glenn Greenwald, seu site recebeu material de Walter, porém o Intercept, pelo menos até o momento, afirmou que sua fonte principal não foi o “vermelho” de Araraquara e sim outro hacker que se manteve anônimo em todo o processo dos vazamentos da “Lava Jato”. 
PRISÃO DOS “HACKERS”: AMEAÇA DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL CONTRA OS “CARTÃOZEIROS CAIPIRAS” DE ARARAQUARA É PRETEXTO PARA ATACAR O MOVIMENTO OPERÁRIO


No bojo da prisão dos quatro “cartãozeiros caipiras”, acusados agora pela PF morista de não só terem grampeado a “República de Curitiba” para repassarem dados ao PT, mas também o alto establishment da república burguesa (Ministros do STF, presidentes da Câmara e Senado, Procurador Geral e por fim o próprio Presidente neofascista), voltou à tona política uma grave ameaça contra nossas parcas liberdades democráticas: a famigerada Lei de Segurança Nacional (LSN). A LSN foi um instrumento de repressão fartamente utilizado no período da Ditadura Militar contra o conjunto da esquerda e os movimentos sociais. A farsa montada pelo justiceiro Moro para tentar incriminar o site Intercept ordenando a prisão de quatro vigaristas da internet como sendo a “fonte dos vazamentos” da Lava Jato, ganhou proporções muito perigosas para a luta pelas parcas liberdades democráticas ainda existentes para o movimento operário. Como o feitiço que saiu do controle do desastrado bruxo, a patética “Operação Spoofing” evolui no sentido de uma sinalização de recrudescimento do regime bonapartista instaurado no país após o golpe institucional desferido contra o governo da Frente Popular. 
ATAQUE AO QUARTEL DE LA MONCADA EM CUBA COMPLETA 66 ANOS NESTE “26 DE JULHO”: DO FIM DAS ILUSÕES NA DEMOCRACIA BURGUESA PARA O AVANÇO DA RESTAURAÇÃO CAPITALISTA HOJE...DEFENDER O ESTADO OPERÁRIO CONTRA O IMPERIALISMO! COMBATER A BUROCRACIA CASTRISTA COM O PROGRAMA DA REVOLUÇÃO POLÍTICA! CONSTRUIR O PARTIDO BOLCHEVIQUE!


Os Trotskistas têm uma tarefa muito delicada e “espinhosa” em Cuba, a ilha acabou de completar em janeiro os 60 anos de sua revolução social e nesse 26 de Julho celebra 66 anos do fracassado ataque ao quartel de Moncada em 1953, ação protagonizada por Fidel Castro e outros membros do Partido Ortodoxo, expressando a perda das esperanças da oposição pequeno-burguesa nacionalista em utilizar-se dos meios institucionais para restaurar a caricatura de democracia burguesa na Ilha e a adoção da luta armada como método para derrotar a ditadura de Fulgêncio Batista, Hoje, Cuba vive um processo de reforma de sua Constituição que serve de base jurídica e política para o avanço do processo de restauração capitalista no Estado Operário Deformado.  Em 1959 na ilha de Cuba, a revolução foi encabeçada por uma organização política que não era comunista e nem sequer socialista, o Movimento 26 de julho era originalmente um agrupamento de jovens guerrilheiros que lutavam para derrubar uma ditadura corrupta e decadente e instaurar um regime democrático burguês. Entretanto a lógica de ferro da luta de classes imprimiu uma outra dinâmica que aqueles jovens combatentes do Movimento 26 de Julho não poderiam imaginar. 

quinta-feira, 25 de julho de 2019

PRISÃO DO HACKER “VERMELHO” REPETE 30 ANOS DEPOIS A FARSA CONTRA O PT DO SEQUESTRO DE ABÍLIO DINIZ, UM SINAL PARA O INGRESSO DE TEMPOS SINISTROS...


Para os ativistas de esquerda que militavam no final dos anos 80 ainda deve estar bem vivo na memória a farsa montada pela Polícia Federal no histórico caso do sequestro do empresário Abílio Diniz. Para impedir a vitória de Lula no segundo turno das eleições de 89 o então governo Sarney, pelas mãos de Romeu Tuma que chefiava a PF, montou uma farsa apresentando fotos dos sequestradores junto a material de propaganda política do PT. O resultado da “armação” foi o desastre que seguiu com a eleição de Collor e o processo de “caça às bruxas” contra todas as correntes de esquerda, petistas ou não. 30 anos depois a história se repete como farsa, desta vez sob o comando dos bandidos da “República de Curitiba” e do governo neofascista de Bolsonaro e Moro. Em represália aos vazamentos da famigerada “Lava Jato”, publicitados pelo site Intercept, a Polícia Federal armou um verdadeiro circo midiático, como o devido respaldo da famiglia Marinho, prendendo quatro vigaristas especializados em fraudes comerciais e bancárias na internet, como sendo os “hackers” que teriam fornecido o material vazado para o jornalista Glenn Greenwald. A falange policial “morista” chegou a “selecionar” a dedo um “cartãozeiro” (qualificação que se dá no Nordeste a clonadores de cartão de crédito) com o apelido de “vermelho”, trata-se do conhecido meliante Walter Delgatti Neto que foi preso em Ribeirão Preto. Junto a “vermelho” foram detidos mais três caloteiros da internet e uma quantia de cem mil reais, que segundo os criminosos oficiais da PF seria o dinheiro pago pelo PT&Intercept pelos “serviços” dos “vazamentos eletrônicos”. A versão do justiceiro Moro para convencer  idiotas foi corroborada pelo advogado de defesa dos “hackers”, que estranhamente já estava contratado para legitimar a farsa da PF e não para defender seus clientes... Porém esta canastresca “ópera bufa” resolveu criar um novo “ato”, indo além das grampos de Moro e Dallagnol, agora os “cartãozeiros” caipiras teriam também obtidos dados do próprio presidente neofascista, o que configura um crime contra a “Segurança Nacional”. Um cenário político pronto para a deflagração de uma ofensiva jurídico policial, primeiro contra o Intercept e o PT, e depois contra todos movimentos sociais de esquerda, no curso de um fortalecimento do governo Bolsonaro no Congresso Nacional com a folgada aprovação da (contra)reforma do fim da Previdência.

quarta-feira, 24 de julho de 2019

DIANTE DA PRIVATIZAÇÃO DA BR DISTRIBUIDORA E DA IMINENTE ENTREGA DA PETROBRAS AO IMPERIALISMO: CONVOCAR A GREVE NACIONAL PETROLEIRA, COM A OCUPAÇÃO DAS REFINARIAS E CENTROS DE DESTRIBUIÇÃO PELOS TRABALHADORES!


O governo entreguista de Bolsonaro acaba de anunciar a privatização da BR Distribuidora com a perda de seu controle acionário. Ela possui oito mil postos de combustível e 14 mil grandes clientes diretos (empresas aéreas, asfaltos, transporte, produtos químicos). A Petrobras vendeu 35% da BR Distribuidora por US$ 2,5 bilhões, cerca de R$ 9 bilhões, para 160 investidores de diferentes países, a exemplo de Reino Unido, Canadá e Estados Unidos, entre outros. Como Temer já havia vendido 28% da empresa em 2017, numa operação na Bovespa, agora 63% da empresa – e, claro, o seu controle – o Estado brasileiro perde participação nos lucros – imensos – da empresa. Em 2018, R$ 3,2 bilhões. Com esta decisão, a Petrobrás perde a maioria das ações com direito a voto e o controle da subsidiária mais lucrativa, responsável pela distribuição de combustível para todo o país, passa para as mãos de grupos privados como a Raízen, controlada pela Shell. A transação, conduzida pelos bancos JP Morgan, Bofa (Bank of America Merril Lynch), Credit Suisse, Citi, Itaú BBA e Santander, foi considerada um sucesso pelos tubarões do setor petrolífero e seus porta-vozes no Brasil. 
ESCALADA DE PROVOCAÇÕES DOS EUA/INGLATERRA CONTRA O IRÃ: É HORA DA UNIDADE DE AÇÃO ANTIIMPERIALISTA!  


A escalada de provocações do imperialismo ianque e europeu contra o Irã seguem em ritmo frenético, o que indica que se encontra no horizonte uma intervenção militar da OTAN contra a nação persa e o regime dos Aiatolás. Tanto a rede de espiões da CIA atuando no Irã como a ação provocativa de um petroleiro britânico contra uma embarcação de pesca iraniana fazem parte da montagem de um cenário para atacar o Irã. Não bastasse isso, a Petrobras aqui no Brasil afirmou que por ordens de Bolsonaro não irá reabastecer dois navios iranianos que estão parados próximo ao porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, devido às sanções impostas pelos Estados Unidos ao Irã. Essas agressões do imperialismo e seus agentes deve ser rechaçada pelo proletariado porque fazem parte da ofensiva reacionária mundial contra os povos explorados e as nações oprimidas. 

terça-feira, 23 de julho de 2019

SAQUE DO FGTS: A MONTANHA PARIU UM RATO. BOLSONARO SÓ QUER LIBERAR A “FORTUNA” DE 500,00 REAIS


Anunciada pela equipe econômica do ministro rentista Paulo Guedes como a grande medida para “reaquecer” a economia brasileira, que atravessa uma das maiores recessões dos últimos 40 anos, o saque das contas do FGTS serão limitados a “fortuna” de 500,00 Reais, segundo noticiou a mídia corporativa nesta segunda feira (22/07). A proposta de “liberar” pelo menos 35% do saldo do FGTS da conta de cada trabalhador, o que já seria uma medida limitada do governo neofascista Bolsonaro, logo foi “travada” pela rápida iniciativa das grandes empreiteiras, que utilizam dinheiro “barato” do FAT (Fundo que administra o FGTS) para financiamento de suas atividades, como construção civil e obras de saneamento público. 

segunda-feira, 22 de julho de 2019

BORIS JOHNSON OCUPARÁ “DOWNING STREET”: EXTREMA-DIREITA DO PARTIDO CONSERVADOR ASSUMIRÁ O GOVERNO BRITÂNICO COMO EXPRESSÃO DA OFENSIVA REACIONÁRIA MUNDIAL EM CURSO


Nesta terça-feira (23.07) o ultra-direitista Boris Johnson deverá ser sagrado oficialmente líder do Partido Conservador e, em seguida, assumirá o cargo de primeiro-ministro do Reino Unido. Boris Johnson, de 55 anos, ex-ministro das Relações Exteriores certamente derrotará Jeremy Hunt, 52 anos, seu sucessor à frente da diplomacia britânica. A votação termina nesta segunda-feira a noite (22.07) e o anúncio dos resultados será proclamado amanhã. O vencedor será nomeado chefe do Partido Conservador e se apresentará na quarta-feira perante a rainha Elizabeth II, que confiará a ele a responsabilidade de formar um governo. Representante da extrema-direita dentro do Partido, ele é o símbolo da onda reacionária que avança na Europa e no Mundo, seguindo o “modelo” de Trump, Bolsonaro e do recente premier grego Kyriakos Mitsotakis. Boris Johnson ascendeu diante das hesitações de Theresa May e de sua incapacidade de obter apoio no Parlamento. 

sábado, 20 de julho de 2019

ATAQUE XENÓFOBO DO NEOFASCISTA: UMA INGRATIDÃO POLÍTICA DE BOLSONARO COM OS GOVERNADORES “DE PARAÍBA” QUE APOIARAM O FIM DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA 


Parece que a “ingratidão” política vem se tornando a marca da conjuntura nacional, primeiro foi a prisão política do ex-presidente Lula, que não se cansou de afirmar que nunca entendera a “ingratidão” sofrida por ele por parte da burguesia financeira que tanto se beneficiou na década dos governos de Frente Popular. A “ingratidão” desta vez partiu do neofascista Bolsonaro, que em um verdadeiro ataque reacionário de xenofobia, deixou-se ser gravado em áudio, vomitando preconceitos contra o povo nordestino. Se dirigindo ao seu capataz Onix Lorenzoni, Bolsonaro ordenou que: “Dos governadores de ‘Paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara". Uma indicação “seletiva” sobre as distribuições de verbas estatais comandada pela Casa Civil. Mais além de utilizar o orçamento público para discriminar os gestores da oposição burguesa, Bolsonaro vociferou seu racismo contra os governadores do Nordeste que tanto lhe ajudaram na Câmara para a aprovação da famigerada (contra)reforma da Previdência. Inclusive o próprio “comunista” Flávio Dino, atacado por Bolsonaro “como o pior”, foi um dos governadores que mais forneceu votos para o fim da Previdência, da bancada maranhense de 18 deputados federais 14 votaram pela aprovação da (contra)reforma. 
LEIA A MAIS RECENTE EDIÇÃO DO JORNAL LUTA OPERÁRIA Nº 337, 2ª QUINZENA DE JULHO/2019



sexta-feira, 19 de julho de 2019

HÁ 40 ANOS DA REVOLUÇÃO SANDINISTA: ENCERRADO O CICLO HISTÓRICO DA TOMADA DO PODER PELOS REFORMISTAS ARMADOS NA AMÉRICA LATINA


40 anos após o triunfo da Revolução Sandinista, vemos encerrado o ciclo da tomada do poder pelas guerrilhas reformistas da América Latina. Essa realidade comprova que somente a construção de um autêntico partido Marxista-Leninista de massas guiado por um programa comunista pode ser uma alternativa revolucionária concreta à ofensiva neoliberal contra o proletariado do continente nos dias atuais. Comprou-se política e historicamente o ocaso das guerrilhas reformistas, com a FSLN, que há exatos 40 anos, em 19 de julho de 1979, entrou com suas colunas em Manágua, consolidando a vitória da revolução popular sandinista sob o comando de Daniel Ortega, na época um movimento insurrecional responsável por quebrar a espinha dorsal do Estado burguês, derrotando e destruindo o exército nacional bancado pelos EUA. Dias antes, vendo que a derrota era inevitável, o ditador Somoza fugiu para Miami, tendo o abrigo do imperialismo ianque então sob a gestão “democrática” do presidente Cárter. 

quinta-feira, 18 de julho de 2019

FUSÃO COM O PPL: PCdoB PAGOU MAS NÃO “RECEBEU A ENCOMENDA”... EX-MR8 CONTINUA DEFENDENDO A PRISÃO DE LULA E SEU ÚNICO DEPUTADO VOTOU COM BOLSONARO NA (CONTRA)REFORMA DA DESTRUIÇÃO DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA


A já consumada “fusão” entre as organizações ex-stalinistas PCdoB e PPL (antigo MR8), deve entrar para a história da esquerda mundial como um dos fatos mais folclóricos de “picaretagem” política, protagonizado por dois partidos de trajetória guerrilheira mas que desgraçadamente se transformaram em “empresas” da política burguesa, com todo o “metiê” de como lucrar mais no marco das benesses do Estado capitalista. 
25 ANOS DO ATENTADO A AMIA NA ARGENTINA: PARTIDO OBRERO, DIRIGIDO NA ÉPOCA POR JORGE ALTAMIRA, CONVOCOU A SOLIDARIEDADE COM OS SIONISTAS APRESENTANDO O GERDAME ASSASSINO DE ISRAEL COMO UMA SEMICOLÔNIA IANQUE


Hoje fazem 25 anos do atentado a AMIA (Associação de Ajuda Mútua aos Judeus) ocorrido na Argentina em 18 de julho de 1994. Esta data marca também a escandalosa política do Partido Obrero, na época dirigido por Jorge Altamira, de capitulação vergonhosa ao sionismo. Altamira, hoje afastado da direção do próprio partido que fundou por uma nova camarilha ultra-revisionista dirigida por Nestor Pitrola, Romina del Plá e Gabriel Solano, está apenas colhendo o que plantou com sua política que rompe com as tradições Trotskistas. O histórico do PO desde o atentado da AMIA vai desde a solidariedade com os sionistas na Argentina até a apresentação do gerdame assassino de Israel como uma merca colônia explorada pelos EUA. 

quarta-feira, 17 de julho de 2019

“FUTURE-SE” DE WEINTRAUB É AMPLIAÇÃO PARA O ENSINO PUBLICO SUPERIOR DO MODELO PRIVATISTA DA EBSERH CRIADA POR LULA: NOSSA RESPOSTA DEVE SER A CONVOCAÇÃO DA GREVE GERAL EM AGOSTO, ROMPENDO COM A PARALISIA DA UNE/CUT!


O governo Bolsonaro e seu capacho no MEC, Abraham Weintraub, lançou hoje mais um duro ataque contra a educação pública no Brasil. Trata-se de “consulta pública” sobre proposta de flexibilizar captação e gestão de recursos nas universidades, ou seja, privatizar as unidades de ensino superior via uma suposta “autonomia financeira”, que na verdade significa o corte de verbas e a busca de recursos no “mercado” através da chamadas “Organizações Sociais”, as famigeradas OS´s. Lembremos que esse modelo já vem sendo aplicado nos Hospitais Universitários desde o governo Lula (PT). As gestões da Frente Popular ampliaram a precarização no serviço público com a criação da EBSERH em 31 de dezembro de 2010, no último dia do governo Lula através da Medida Provisória nº 520. Essa OS é uma empresa público-privada que gerencia todos os Hospitais Universitários (HUs), onde se contrata funcionários regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e não servidores públicos, o que, em prática, ajuda a precarizar as relações de trabalho dentro dos HUs. 

terça-feira, 16 de julho de 2019

PCDOB: EX-STALINISTAS QUE SE CONVERTERAM EM LEGENDA DE ALUGUEL DA BURGUESIA... HOJE ABRIGAM OLIGARCAS E ATÉ ESTUPRADORES


O escandaloso caso do prefeito filiado ao PCdoB, José Hilson de Paiva, médico da cidade de Uruburetama no interior do Ceará que estuprava e abusava sexualmente de mulheres atendidas em seu consultório é uma expressão bizarra e simbólica da completa degeneração de uma organização ex-stalinista que ao longo dos anos se converteu em uma legenda que abriga oligarcas reacionários e até mesmo políticos burgueses estupradores. Não por acaso, o fato noticiado amplamente na mídia ocorreu no Ceará onde o PCdoB é um partido controlado diretamente pela oligarquia Gomes, com seus dirigentes ocupando vários cargos e secretarias tanto no governo do Estado como na prefeitura como forma de pagamento pelos “serviços prestados” aos irmãos Ciro e Cid Gomes, hoje no PDT. 

segunda-feira, 15 de julho de 2019

A FARSA DA “LAVA JATO”: A REPÚBLICA DE CURITIBA E SEUS “PROCURADORES” DE CAPITAL


“Antes de darmos passos para abrir empresa, teríamos que ter um plano de negócios e ter claras as expectativas em relação a cada um. Para ter plano de negócios, seria bom ver os últimos eventos e preços”. Não é a afirmação de um comerciante que discute abrir seu próprio negócio, o que hoje o neoliberalismo qualifica como a “capacidade de empreender”. Trata-se de outro tipo Sui generis de “empreendimento”, o dos Procuradores Federais da “República de Curitiba” planejando faturar milhões de reais com as ações fraudulentas da Operação chefiada pelo ladrãozinho Sérgio Moro, batizada como “Lava Jato”. 

domingo, 14 de julho de 2019

“COLETES NEGROS” OCUPAM PARIS, ENQUANTO OS “AMARELOS” DEIXAM A CENA POLÍTICA APÓS TEREM VOTADO MASSIVAMENTE NA DIREITA FASCISTA DE MARINE LE PEN


A esquerda revisionista que estava “enebriada” com as manifestações reacionárias dos “Coletes Amarelos” (Gilet Jaunes) em Paris, não consegue disfarçar sua decepção política com este movimento que sufragou massivamente nas recentes eleições européias a direita fascista da Frente Nacional (partido que saiu vitorioso do pleito), impulsionando a candidatura de Marine Le Pen a presidência da França. Após ajudarem na vitória de Le Pen, os “Coletes Amarelos” simplesmente saíram da cena política nacional, talvez porque acharam que sua contribuição para a reação xenófoba da Frente Nacional (atualmente mudaram o nome para Reunião Nacional, Rassemblement National) já estava esgotada. 

sábado, 13 de julho de 2019

APÓS A “RESSACA” DA DERROTA: OPOSIÇÃO BURGUESA AINDA TEM A “CARA DE PAU” DE COMEMORAR A DESTRUIÇÃO DA PREVIDÊNCIA...


Após a “ressaca” da profunda derrota sofrida na Câmara dos Deputados no último dia 10/07, com consequências históricas graves para a vida de milhões de trabalhadores e suas famílias que começaram a perder (sim é só o começo do processo, a aposentadoria deixará de ser um direito constitucional) um mínimo de seguridade social ainda estabelecida pelo Estado capitalista, a “oposição burguesa” (dirigida pelo PT) tem a cara de vir a público “comemorar a vitória”, por conta de uma ou duas emendas aprovadas e que não mudam em nada a essência da destruição da Previdência Pública em nosso país. Não nos surpreende a postura da Frente Popular (PT, PSOL e PCdoB) que desde há muito tempo vem trabalhando nos bastidores do Congresso Nacional com uma política de “suavizar” o projeto neoliberal do fim da Previdência enviado à Câmara pela equipe econômica do rentista Paulo Guedes. 

sexta-feira, 12 de julho de 2019

12 DE JULHO DE 1904, NASCIA PABLO NERUDA: A TRAJETÓRIA DO GENIAL POETA CHILENO QUE APESAR DE TODA SUA RADICALIDADE ARTÍSTICA NÃO CONSEGUIU ROMPER COM A POLÍTICA DE COLABORAÇÃO DE CLASSES DO STALINISMO


Muitos militantes e ativistas de esquerda admiram a obra poética de Pablo Neruda. Seria “lugar comum” elogiá-la (ainda que criticamente) por suas denúncias das injustiças sociais e a beleza cortante de seus escritos. Como Trotskystas Revolucionários, amantes da arte e da literatura como nos ensinou o fundador da IV Internacional no livro “Literatura e Revolução”, desejamos aqui brevemente abordar no dia do nascimento de Neruda (12.07.1904), exatamente há 115 anos, a trajetória política do poeta chileno que foi militante do Partido Comunista, senador pelo Chile e chegou a ser indicado como pré-candidato a Presidente da República pelo PC, se caracterizando como um ardoroso stalinista em toda sua vida política e artística, tanto que fez um poema de ode a Stálin lamentando a morte do dirigente-maior da burocracia soviética em 1953, texto que reproduzimos abaixo. 
BOLSONARO INDICA FILHO PARA EMBAIXADA NOS EUA: MAIS QUE SIMPLES NEPOTISMO, É UMA TENTATIVA DE ARTICULAR A “INTERNACIONAL FASCISTA” NA AMÉRICA LATINA


A indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro, terceiro filho do presidente neofascista, está sendo analisada pela esquerda reformista como mais um “caso clássico de nepotismo”, um enorme equívoco somado a uma crônica “miopia” política como tantas cometidas pelos partidos da Frente Popular (PT, PSOL e PCdoB). A escolha do filho ultra reacionário do ex-capitão (expulso do Exército) para comandar o posto mais “avançado” da diplomacia brasileira no mundo, corresponde a uma estratégia traçada bem distante dos energúmenos que ocupam hoje o Palácio do Planalto. Trata-se de uma orientação vinda diretamente de Washington, para que a embaixada brasileira na capital imperialista converta-se em “Quartel-general” de uma articulação do fascismo na América Latina. 

quinta-feira, 11 de julho de 2019

CÂMARA APROVA DESTRUIÇÃO DA PREVIDÊNCIA: FRENESI DO MERCADO E RENTISTAS, FRENTE POPULAR FEZ SEU TEATRO DE OPOSIÇÃO “AZEITANDO” A MÁQUINA NEOFASCISTA DO CAPITAL...


A Câmara dos Deputados, seguindo servilmente as ordens do mercado, aprovou na noite desta quarta-feira (10/07) em primeiro turno, por 379 votos a 131, o texto-base da proposta da (contra)reforma da Previdência, que destrói os pilares fundamentais das regras de aposentadoria dos trabalhadores brasileiros. Após a aprovação do texto-base, com uma acachapante vitória do “Centrão” e mas também com alguns votos da chamada oposição (PDT, PSB) os deputados votaram um único destaque, rejeitado. O destaque rejeitado pretendia mudar as regras previstas para  a aposentadoria dos professores, em seguida, o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), apelidado de “general” da (contra)reforma encerrou a sessão da Câmara.O resultado da votação do texto-base superou todas as expectativas dos próprios governistas, que em seguida em uníssono com o mercado e rentistas encenaram em um frenesi neoliberal, diante do teatro da Frente Popular, que pousou de oposição mas na verdade tiveram a função de azeitar a máquina neofascista do capital. 

quarta-feira, 10 de julho de 2019

MANIFESTO AO 57º CONGRESSO DA UNE: POR UMA GREVE NACIONAL DA EDUCAÇÃO PARA DERROTAR OS ATAQUES DO FASCISTA BOLSONARO CONTRA OS DIREITOS DOS TRABALHADORES E DA JUVENTUDE! ROMPER COM A PARALISIA IMPOSTA PELA FRENTE POPULAR (PT, PCdoB e PSOL)! EM DEFESA DA REVOLUÇÃO SOCIALISTA PARA ACABAR COM TODA FORMA DE EXPLORAÇÃO E OPRESSÃO DE CLASSE E GÊNERO!


Começa neste dia 10 o 57º Congresso da UNE. Milhares de estudantes estarão em Brasília que será palco também do “Dia Nacional de luta” em 12 de julho, quando o governo Bolsonaro e o parlamento burguês estão aprovando a Reforma Neoliberal da Previdência na Câmara dos Deputados. Nós, militantes da Juventude Bolchevique de várias universidades públicas e privadas do país que assinam esse Manifesto, nos dirigimos a todos os delegados e ativistas presentes fazendo um chamado à luta direta contra o fascista e seus cortes contra a educação pública, fazemos um convite em especial para discutir os rumos do Movimento Estudantil com uma política independente da Frente Popular, assim como a debater questões candentes da juventude plebeia, como as questões de gênero, da mulher e da opressão capitalista desde uma concepção marxista revolucionária! 
É COM A CRETINA POLÍTICA DE ACREDITAR NAS INSTITUIÇÕES GOLPISTAS QUE O PT, PSOL E PCdoB PRETENDEM DERROTAR HOJE NA CÂMARA DOS DEPUTADOS O FIM DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA


Os partidos governistas favoráveis à (contra)reforma da Previdência conseguiram acelerar a análise do texto no plenário da Câmara dos Deputados na madrugada desta quarta-feira (10/07). A discussão da proposta aprovada na Comissão Especial começou logo depois da votação de um único requerimento de obstrução da oposição burguesa (PT, PSB, PDT, PCdoB) o de retirada de pauta da PEC. Outros requerimentos da Frente Popular, no sentido de tentar adiar a discussão por diferentes prazos, foram considerados prejudicados pela mesa, não foram sequer votados porque foram consideradas decididos quando o plenário derrubou a proposta de retirada de pauta. 

terça-feira, 9 de julho de 2019


FRENTE POPULAR: UMA ESTRATÉGIA DE DERROTAS ANUNCIADAS DIANTE DAS (CONTRA)REFORMAS NEOLIBERAIS...


Após um curto período de debates e vencidos os trâmites legislativos após ser aprovada por duas comissões da Câmara dos Deputados, a (contra)reforma da Previdência já está pronta para ser votada no plenário da Casa no curso desta segunda semana de julho. Nesta altura dos acontecimentos, tanto na correlação de forças no interior do parlamento como na própria dinâmica política da luta de classes, não há muitas dúvidas de que o ajuste neoliberal exigido pelo mercado terá sua aprovação, quase que integralmente fiel ao projeto original elaborado pela equipe do rentista Paulo Guedes, garantida no Congresso Nacional. 
HÁ 39 ANOS NOS DEIXAVA VINICIUS DE MORAES: O POETA QUE TRANSITOU DA ABSTRAÇÃO ESTÉTICA DO BELO PARA UMA ARTE COMPROMETIDA COM A TRANSFORMAÇÃO SOCIAL


Em plena noite no dia 09 de julho de 1980 nos deixava Vinicius de Moraes, se vivo fosse o “poetinha” no próximo dia 19 de outubro completaria 106 anos. Na primeira década do século passado, Marcus Vinitius da Cruz de Melo Moraes, o nosso Vinicius, debutava em nosso mundo um pouco antes de “estourar” a Revolução Bolchevique. Nascido no seio de uma família de músicos do bairro da Gávea, no Rio de Janeiro, Vinicius de Moraes, o “Poetinha”, assim carinhosamente chamado por seus amigos, ele merece ser homenageado como sinônimo de resistência cultural nestes tempos sombrios de retrocesso político e ideológico que se aprofunda com a “gerência” do neofascita Bolsonaro ao Planalto. Inveterado boêmio, foi na noite que conheceu seus principais parceiros de música, de copo, teatro, paixões, amores e onde aperfeiçoou seus dotes poéticos mais líricos.

segunda-feira, 8 de julho de 2019

ELEIÇÕES NA GRÉCIA: SYRIZA, O “FAROL” PROGRAMÁTICO DO PSOL... PAVIMENTOU O RETORNO DA DIREITA AO APLICAR NO GOVERNO O AJUSTE NEOLIBERAL EXIGIDO PELA TROIKA IMPERIALISTA


Kyriakos Mitsotakis do direitista Nova Democracia (ND) e magnata de família tradicional burguesa tomou posse como primeiro-ministro da Grécia hoje, 08.07. Como determina a tradição burguesa no país onde não existe a divisão entre Igreja e Estado, Mitsotakis, prestou juramento sobre uma Bíblia. Trata-se de um mais um gerente de extrema direita, que se alinha internacionalmente com Trump e Bolsonaro. Ele foi o principal adversário de Alexis Tsipras, do Syriza, que estava no governo aplicando o ajuste neoliberal exigido pelo Troika desde 2015. Tsipras convocou eleições antecipadas que ocorreram neste domingo e o Syriza sofreu uma rotunda derrota por ter aplicado os duríssimos planos de ajuste contra os trabalhadores gregos, com 31,54% dos votos e 86 cadeiras enquanto a ND conquistou 39,85% com158 parlamentares. O Partido Comunista da Grécia (KKE) conseguiu obter cerca de 300 mil votos e 5,3%, reelegendo 15 deputados no parlamento grego. Os restantes dos votos ficaram com partidos de direita, o que reflete uma onda conservadora crescente diante da desmoralização imposta pelo Syriza, o “PSOL grego”. Os 4 anos de governo do Syriza foi a confirmação da gerência estatal neoliberal pelas mãos de um partido “alma gêmea” programática do PSOL brasileiro. 

domingo, 7 de julho de 2019

TRIUNFO NA COPA AMÉRICA: O ESCRETE CANARINHO DA ESCÓRIA


A seleção brasileira de futebol, que não é a “pátria de chuteiras” como querem nos convencer, venceu o Peru por 3 a 1 no Maracanã e conquistou o nono título da Copa América. O fascista Jair Bolsonaro, que foi ao estádio junto com o “justiceiro” Sérgio Moro, foi vaiado várias vezes durante o jogo, inclusive no final, na entrega das medalhas quando foi recebido calorosamente por vários jogadores da seleção que o chamaram de “mito”.  Com um ingresso custando em média 500 Reais, pôde-se ter a noção da composição social presente no Maracanã, estamos falando de extratos abastados da classe média, que rejeitam a esquerda de conjunto e particularmente o PT, mas hoje também começam a demonstrar um certo grau de desilusão com o governo central do fascista Bolsonaro.

sábado, 6 de julho de 2019

MORRE JOÃO GILBERTO: O MESTRE DA MÚSICA “VAZIA” DA CLASSE MÉDIA URBANA CARIOCA QUE ENCANTOU O MUNDO...
.

Poucos sabem mas foi João Gilberto que quando chegou ao Rio de Janeiro no começo dos anos 50, apresentou aos novos amigos músicos da “geração de Copacabana”, um exemplar do Manifesto Comunista de Karl Marx. Mas rapidamente João foi deixando para trás seu passado que envolvia uma curta militância no PCB em Salvador, onde se fixou profissionalmente após chegar de sua cidade natal no interior da Bahia, Juazeiro, mas que não é a do Padre Cícero. Convidado para integrar o conjunto vocal Garotos da Lua, em 1950, João Gilberto parte para o Rio de Janeiro, no ano seguinte, com o destaque na rádio, os Garotos da Lua gravaram dois discos de 78 rpm. Entretanto, com um início de carreira turbulento, marcado por atrasos, João acabou despedido do grupo. Em 1953, teve sua primeira composição gravada, "Você esteve com meu bem", parceria com Russo do Pandeiro, na voz de Marisa Gata Mansa, sua namorada à época, a gravação contou com acompanhamento de João ao violão, ainda sem a famosa batida da bossa nova, que o tornaria mundialmente famoso. 

sexta-feira, 5 de julho de 2019

LEIA A ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL LUTA OPERÁRIA Nº 336, 1ª QUINZENA DE JULHO/2019



quinta-feira, 4 de julho de 2019

COMISSÃO DA CÂMARA APROVA REFORMA NEOLIBERAL DA PREVIDÊNCIA: GOLPE CONTRA DIREITOS DOS TRABALHADORES OCORREU DIANTE DA AUSÊNCIA DE RESISTÊNCIA PELAS CENTRAIS SINDICAIS CONTROLADAS PELA FRENTE POPULAR (PT, PCdoB, PSOL, PSTU)


A comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência acaba de aprovar nesta quinta-feira (4), por 36 votos a 13, o texto-base do parecer do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), favorável ao endurecimento das regras de aposentadoria no marco da reforma neoliberal da previdência. Para concluir a votação, os deputados precisarão ainda analisar 17 destaques das bancadas que pedem mudanças no texto. Outros 99 destaques foram protocolados individualmente por parlamentares, mas foram rejeitados em bloco. Ao contrário de convocar a luta direta nesta semana decisiva, as centrais sindicais deram continuidade à sua política de lobby parlamentar, chamando um “Dia Nacional de Mobilização em 12 de julho com atos, assembleias e manifestações em todas as cidades e em todos os locais de trabalho”, ou seja, deram uma trégua ao governo Bolsonaro e ao parlamento burguês por quase um mês! Esta iniciativa retadartária foi tomada após a reunião que a burocracia sindical teve com os líderes dos partidos da oposição burguesa no Congresso Nacional. Longe de convocarem uma greve geral de no mínimo 48hs, a CUT, CONLUTAS, CTB, FS e as demais centrais pelegas decidiram por mais um dia de pressão sobre o parlamento burguês, como reafirmam “Renovamos e destacamos a importância de reforçar a atuação junto ao parlamento e parlamentares, visando argumentar e tratar das questões e do conteúdo dessa nefasta reforma”. 

quarta-feira, 3 de julho de 2019

DEPOIS DE 50 ANOS DE MILITÂNCIA: JORGE ALTAMIRA É EXPULSO DO PO PELA ATUAL DIREÇÃO DA ORGANIZAÇÃO ARGENTINA. QUEM SEMEOU OPORTUNISMO POR TANTO TEMPO ACABOU COLHENDO BUROCRATISMO...



José Saul Wermus, mais conhecido pelo seu codinome político de Jorge Altamira, está sendo expulso do próprio partido que fundou há mais de cinquenta anos atrás, o Partido Obrero (PO) da Argentina, atualmente integrante da coalizão eleitoral denominada de FIT (Frente de Esquerda dos Trabalhadores). O veterano dirigente revisionista Altamira, hoje com 77 anos, fundou com seus irmãos em 1964 o grupo de esquerda que ficou conhecido pelo mesmo nome de sua publicação, Política Obrera, e muitos anos mais tarde com o fim do regime militar (em 1983) ganhou a atual personalidade jurídica de Partido Obrero. Nos anos 70, ainda na clandestinidade, o PO integrou uma articulação internacional para reorganizar a “IV Internacional” com o dirigente francês Pierre Lambert da OCI. 
102 ANOS DO NASCIMENTO DE JOÃO SALDANHA: A TRAJETÓRIA REPLETA DE CONTRADIÇÕES DO STALINISTA QUE FOI TÉCNICO DA SELEÇÃO BRASILEIRA EM PLENA DITADURA MILITAR


Em 3 de julho de 1917, há exatos 102 anos, nascia João Saldanha. O gaúcho de Alegrete veio ao mundo poucos meses antes de ser vitoriosa a Revolução Bolchevique de Outubro na Rússia dirigida por Lênin e Trotsky, um acontecimento histórico que influenciou diretamente sua vida, já que seu pai era comunista e defensor da URSS. João entrou para a história por ter sido o técnico da seleção brasileira que “peitou” a ditadura militar ao não convocar o jogador Dario, o "Dadá maravilha" por indicação do general carniceiro Médici, para Copa do México de 70. Recusou-se a chamar o jogador “sugerido” pelo general e foi demitido por sua ordem. 

terça-feira, 2 de julho de 2019

BANCÁRIOS/CEARÁ: NENHUMA CONFIANÇA NO CHAPÃO DE COLABORAÇÃO DE CLASSES DA OPOSIÇÃO DOMESTICADA DO PSTU E PSOL COM A DIREÇÃO TRAIDORA DA CUT/CTB!


Hoje no primeiro de votação das eleições para renovar a direção do Sindicato dos Bancários/Ce, o Movimento de Oposição Bancária (MOB) intensificou sua campanha de denúncia do oportunismo político de setores de oposição como o PSTU (Conlutas) e o PSOL (grupo Resistência) que integrou junto com a atual direção traidora do sindicato (CUT-PT/CTB-PCdoB) um chapão de colaboração de classes, chapa 1 (Unidade pra Lutar). 
ENCONTRO HISTÓRICO ENTRE TRUMP E KIM: QUAL O VERDADEIRO SENTIDO DO PRIMEIRO PASSO DO IMPERIALISMO IANQUE SOBRE A CORÉIA?


O “encontro histórico” entre Donald Trump e Kim Jong-Un neste domingo, dia 30.06, em que o representante do imperialismo ianque colocou suas patas na chamada “zona desmilitarizada” e deu um passo dentro do território norte-coreano, vem sendo celebrado pela mídia mundial capitalista como um importante passo para a “paz mundial”, inclusive com a benção do Papa Francisco. “Eu fiquei orgulhoso de passar por cima da linha que divide as duas Coreias”, disse Trump a Kim, depois que os líderes retornaram ao lado sul-coreano. “É um grande dia para o mundo”. Setores da “esquerda” socialdemocrata e mesmo partidos stalinistas também vem saudando a iniciava da burocracia norte-coreana, alardeando que se trata de um gesto em nome do fim das agressões militares na península coreana. Não por acaso, a China, principal parceira da Coreia do Norte, é avalista da reunião. 

segunda-feira, 1 de julho de 2019

GOLPISTA JANOT SAI EM DEFESA DE MORO ATACANDO O INTERCEPT: “PEÕES” DO IMPERIALISMO IANQUE FAZEM BLINDAGEM DA “LAVA JATO” PARA QUE O REGIME DE EXCEÇÃO AVANÇE APESAR DA CRISE DO GOVERNO BOLSONARO


As recentes mensagens divulgadas pelo Intercept e seus “parceiros” da mídia “murdochiana” relataram diálogos onde até procuradores da república dizem em “off” que “Moro viola sempre o sistema acusatório” para alcançar seus objetivos políticos, em particular prender Lula e depois assumir o cargo de Ministro da Justiça. Também veio à tona a pressão dos procuradores pela delação de Léo Pinheiro com o objetivo de incriminar Lula. Apesar dessa trama escandalosa, o ex-PGR Rodrigo Janot, completamente alinhado com a Lava Jato, afirmou que a troca de mensagens entre o ex-juiz Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato não deve anular a condenação de Lula. Janot afirmou apenas que os diálogos não são comuns. Ele declarou: “A essa altura, eu não acho que o processo, especificamente o do Lula, que já passou por mais de uma instância, que você possa dizer que houve a contaminação por parcialidade. Agora, que não é comum, não é”. Não há nenhuma surpresa na posição de Janot, um dos artífices do golpe institucional contra Dilma, que fez parceria na PGR com o Juiz Moro. Lembremos a ida do Procurador Geral da República Rodrigo Janot aos Estados Unidos, no início de fevereiro de 2015, chefiando uma equipe de procuradores, levando informações contra a Petrobras.